Se não desenho ilustrações, desenho textos!

Um dia desses, eu e uma colega estávamos conversando sobre alguma coisa que não me lembro. A única coisa de que me recordo, na verdade, foi de ter falado para ela que, se eu soubesse desenhar, ilustraria a personificação de cada estação do ano. Ela riu. Tenho que me acostumar com o fato de que minhas ideias mirabolantes podem causar espanto. Mas me digam… Por que essa surpresa toda? Tanta gente que é craque em desenho faz trabalhos tão legais… Personificam, parodiam, criam. E todo mundo admiro. Vai ver porque coisas assim são mais admiráveis na prática do que na teoria.

Mas, enquanto a garota com quem conversava soltava um muxoxo e ria, eu dizia no meu íntimo: “Bom… Não sei desenhar. Mas posso desenhar textos! E daí, nasceu um poema, que não gostei de escrever logo nos primeiros versos. Mas não porque estivesse ruim. É que eu percebi que estaria melhor como uma narrativa. Parece que estou saindo do meu momento poeta, rs. Organizei-o dessa maneira e… O resultado está logo abaixo! Nesse texto, eu falo sobre a chegada e a saída das estações do ano, na minha visão. Confiram, e por favor, deixem seus comentários, pois alegrão muito meu coração.

Ler mais

Anúncios